CCPA
Matrícula

O resultado da primeira chamada do processo seletivo 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado na terça-feira, 30/01. E o CCPA preparou uma festa para comemorar as aprovações junto com seus alunos e familiares. Um momento de acolhimento, emoção e muita alegria.

Os resultados positivos são frutos do equilíbrio entre performance, saúde mental e planejamento de estudo. Esta etapa é a finalização de um trabalho de longo prazo e demonstra que o colégio tem uma equipe de professores capacitada e as ferramentas necessárias para que os alunos alcancem seus objetivos.

As aprovações foram sucesso em vários cursos: Engenharias, Ciência da computação, arquitetura, medicina e muito mais.

O aluno passou na primeira tentativa para o vestibular da Fuvest, mas o coordenador relata que a preparação começou muito antes.

A semana começou com uma notícia mais que especial para o jovem João Vitor Sol, aluno que cursou o 3º ano do CCPA. O estudante foi aprovado no vestibular da Fuvest para o curso de medicina da USP, um dos cursos mais concorridos do país.

De acordo com o coordenador do Ensino Médio do CCPA, Hélio Igor Santos, a aprovação no curso de medicina na USP, através da Fuvest, requer uma performance muito alta. “As duas fases são provas mais densas que requerem um percentual de acerto muito grande. A aprovação no curso de medicina na USP requer uma preparação diferenciada, então essa conquista tem que ser celebrada, pois não acontecem todos os anos”, declarou.

O aluno de 18 anos, passou na primeira tentativa para o vestibular da Fuvest, mas o coordenador relata que a preparação começou muito antes. “Desde a primeira série do ensino médio ele foi aplicado e focado. Por isso, a importância da preparação desde o início, mas geralmente os alunos só entendem que esse é um diferencial quando chegam na terceira série, por isso, a necessidade de se fazer esse trabalho de conscientização, de que o quanto antes começar, sem dúvidas os frutos lá na frente serão colhidos. Então, a gente tenta estimular com planejamento de estudos, aplicação de rotinas, com métodos eficientes que fazem com que eles se preparem desde cedo”, destacou.

Segundo o coordenador Hélio Igor, esse resultado é motivo de muita celebração. “A aprovação do nosso aluno significa que estamos no caminho certo, que realmente estamos fazendo um trabalho de acompanhamento e preparação que tem tirado o máximo de performance dos alunos. É a prova de que temos uma equipe de professores capacitada para levar o nosso aluno a alcançar o sonho que ele estabeleceu, pois damos as ferramentas necessárias para que eles alcancem seus objetivos”, finalizou.

Ainda sem acreditar, João Vitor Sol conta como foi que soube do resultado. “Sabia que o ia sair, mas nem fui eu que vi, eu estava lavando o rosto de manhã quando escutei os gritos em casa. Tinha um pouco de fé que poderia passar, a ficha ainda não caiu, mas estou muito feliz. Agradeço a Deus, minha família e ao CCPA, que foi muito importante e eu fui muito feliz nesse colégio”, afirmou.

O aluno também destacou que sempre procurou orientações de seus familiares e constantemente da coordenação da escola, sobre o que fazer em relação às provas .“Fiz muito bem a prova e estava bem tranquilo, mas estava muito inseguro com a redação e achava que não ia passar pelo meu desempenho nela”, relatou.

A Fuvest divulgou o resultado na última segunda-feira (22) da lista de aprovados do vestibular, que contou com o total de 8.147 vagas de graduação. Em número de inscritos totais para as carreiras, medicina em São Paulo liderou o ranking, com 15.063 candidatos (118 por vaga), seguido de medicina em Ribeirão Preto com 6.324 (87 candidatos por vaga). Em terceiro lugar ficou medicina em Bauru, com 3.362, ou 78 candidatos por vaga.

O Enem é a porta dos programas com maiores quantidades de vagas nas instituições públicas. Além do Sisu, a nota também pode ser usada para o ProUni e para o FIES.

Os resultados individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 foram divulgados na última terça-feira (16) e a partir de agora os estudantes devem ficar atentos aos prazos, já que a nota é a principal forma de ingressar no nível superior. A partir da próxima segunda-feira, 22 de janeiro, o aluno já pode se inscrever no Sisu, o prazo vai até o dia 25 e o resultado será publicado no dia 30 de janeiro.

De acordo com o Ministério da Educação, neste ano serão oferecidas 264.360 vagas no Sisu. As oportunidades são distribuídas entre 127 instituições de ensino superior participantes do programa em todo o Brasil.

Até o resultado final do Sisu, o difícil é lidar com a ansiedade, destaca o coordenador do Ensino Médio do colégio CCPA, Hélio Igor Santos. “São 14 dias até o resultado do Sisu, então é muito importante que familiares e amigos respeitem esse momento, não fiquem perguntando sobre a nota, se vai dar para passar. É o final de uma jornada, a gente sabe que o nervosismo é grande, os nervos à flor da pele, então esse é um momento de acolher. A família é um braço de força e não de cobrança ou de cobranças que vão desestabilizar”, destacou.

O Enem é a porta dos programas com maiores quantidades de vagas nas instituições públicas. Além do Sisu, a nota também pode ser usada para o ProUni e para o FIES. ”Todos esses programas dependem da nota do Enem, o Sisu especificamente. Fazer o Enem é sinônimo de oportunidade, então, é muito importante que a gente estimule que os estudantes façam a prova para que eles tenham uma maior possibilidade de acesso a essas vagas que são abertas”, afirmou o coordenador.

Para quem vai fazer as provas em 2024, o coordenador do colégio CCPA ressalta que, apesar das provas parecerem longe, é preciso iniciar a preparação o quanto antes. “É muito importante que se crie um planejamento de estudo para que a gente consiga priorizar e se organizar em cima do que o adolescente tem de escolha. Começar agora a se preparar é fundamental para que a gente tenha uma preparação qualitativa, que possamos fazer revisões espaçadas e estabelecer metas”, finalizou.

Importante

Segundo o Ministério da Educação (MEC), as notas dos chamados “treineiros” – pessoas que participaram do exame na busca por auto avaliação, sem concorrer para as vagas – serão divulgadas em março. Ao todo, mais de 3,9 milhões de pessoas participaram do certame.

O espelho com a avaliação das redações será disponibilizado em 90 dias, após a divulgação dos resultados. O MEC reitera que os textos são avaliados de acordo com as cinco competências apresentadas na matriz de referência; e que a nota pode chegar a 1000 pontos, mas que há fatores que podem resultar em nota zero.

No período de 3 a 9 de dezembro acontece mais uma edição da Maratona de Inovação para  Bem e o CCPA sediará parte da programação com a realização de oficinas, prototipagens e cerimônia de encerramento. Com a participação de aproximadamente 200 alunos de escolas públicas e privadas da capital, interior e até de outros estados, o evento, que iniciou como uma Feira de Ciências, reúne grandes nomes da tecnologia para compartilhar o conhecimento com os jovens estudantes. Entre os convidados desta edição estão a doutoranda em Biomateriais no MIT, Talia Khan; a doutora em Educação STEM Shazia Iqbal, do Texas; a engenheira de Software do Google, Madeline Zhang; a podcaster de Los Angeles, Sharon Han - ;o engenheiro Aeroespacial da NASA, Giovanny Guecha-Ahumada; e a  Tecnologista em ciência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Daniela Mattar.

“A abertura dessa edição acontecerá no Tiradentes Innovation Center, no dia 3 dezembro, e a programação de oficinas e palestras acontecerá durante a semana em duas sedes, entre as quais o CCPA, grande parceiro deste evento que ao longo desses 10 anos tem se desenvolvido, ganhando cada vez mais a adesão dos estudantes e, assim, tendo a participação de profissionais diversos na área de tecnologia e inovação. Agradeço a todos os envolvidos e apoiadores”, afirmou o professor de Robótica do CCPA, Heli Lucas, CEO da FCI Maker e principal organizador do evento. 

Na programação, os participantes terão acesso a oficinas de aprimoramento de habilidades; serão desafiados a elaborar uma solução para o problema apresentado e apresentarão todos os trabalhos desenvolvidos aos convidados presentes. “A Maratona é um evento em que os alunos irão participar de dois dias de oficinas e nos dias seguintes  terão que criar uma solução para um problema real, sempre com o foco em ajudar pessoas. Para isso, nós contaremos com a presença de convidados de fora, principalmente dos Estados Unidos, que virão para contribuir com os alunos, especialmente através de mentorias, mas também compartilhando as suas experiências e projetos de pesquisa ao longo de toda a semana”, explicou Heli.

Ainda segundo ele, a Maratona é uma oportunidade de conhecer e desenvolver habilidades com o objetivo de contribuir com a sociedade. “É imprescindível que a teoria de sala de aula esteja fundamentalmente ligada ao mundo real que cerca os estudantes e suas famílias. Haja vista que a escola tem um papel que vai além da formação acadêmica dos alunos, sendo responsável também por contribuir para o surgimento de uma geração capaz de se sentir sensibilizada pelos problemas da sociedade e ao detectar esses problemas, ser capazes de contribuir efetivamente para o surgimento de soluções viáveis e funcionais. Nessa perspectiva, a Maratona de Inovação Para o Bem proporciona um ambiente seguro e apropriado para o desenvolvimento das habilidades que levarão a esse objetivo”, destaca. 

A edição deste ano do Concurso CCPA Ilustrando a Ciência desafiou as turmas dos 6º a 8º anos do Ensino Fundamental e 9º ano do Ensino Médio com o tema “Manguezal na Era Artificial” e o resultado foi a produção de 72 projetos nas modalidades de Ilustração; Fotografia; Poesia & Letra de Música; Art I.A. e Noticienciando. E após uma difícil seleção, os trabalhos estão em exposição virtual para votação até o próximo dia 20, sendo o resultado divulgado no dia 30 deste mês. Dividido nas categorias A (6º ao 8º ano) e B (9º ano Médio), os três trabalhos mais votados de cada modalidade receberão medalhas de ouro, prata e bronze, conforme o quantitativo de votos.

De acordo com o professor Alexandre Regis, coordenador do concurso, o projeto tem como objetivo estimular a reflexão, pesquisa científica e a produção artística, e envolve toda a comunidade escolar na votação dos melhores trabalhos. “Uma das coisas mais importantes de um projeto de Arte e Ciência é a promoção da interdisciplinaridade contextualizada e aplicada em um projeto que estimula criatividade, planejamento e ação. Além disso, para este ano, foi pensada uma temática que leva à reflexão sobre a expansão dos espaços urbanos sobre o ambiente de manguezal que existe em toda a cidade. O projeto também é capaz de estimular a participação dos familiares e das amizades no processo de busca por inspiração e compreensão do tema, que geralmente é bastante atual e amplo”, destaca.

Participante do concurso, o aluno Lucas Menezes Bitencourt Teles aponta a importância de atividades que estimulam as habilidades dos estudantes. “Explorar novas tecnologias e espaços possibilitou a vivência de experiências excepcionais com muitos aprendizados e descobertas. A proposta do concurso é algo que pode divertir ao mesmo tempo que também é imprescindível nos tempos contemporâneos”, afirma.

Na Central Olímpica você pode acessar os resultados do concurso e todas as produções.

https://linktr.ee/centralolimpicaccpa

São duas categorias
Categoria A - do 6º ao 8º ano
Categoria B - do 9º ao Médio

São 5 modalidades
Ilustração
Fotografia
Poesia e Música
Art I.A.
Noticienciando

As atletas da Ginástica Rítmica do CCPA deram um show na disputa da modalidade esportiva nos Jogos Escolares da TV Sergipe. Distribuídas nas categorias Pré-Infantil, Infantil e Juvenil, as 14 ginastas conquistaram um total de 14 medalhas, sendo 10 de prata e quatro de bronze.

Na categoria Infantil Nível 1 - o mais alto da competição -, a ginasta Clara Cabral Cardoso conquistou três medalhas de bronze e na prova de conjunto da categoria Pré- Infantil, a equipe conquistou o segundo lugar com a apresentação de mãos livres.

Orgulhosa dos resultados alcançados, a professora e treinadora Ana Lúcia Dória enumera as outras vitórias. .“Na categoria Infantil Nível 2, conquistamos duas medalhas de prata com a ginasta Ana Letícia Texeira. Já na categoria Juvenil, conquistamos uma medalha de prata com a ginasta Maria Eduarda Calazans na prova de arco e uma medalha de bronze com a ginasta Isabela Dias na conquista do 3º lugar geral do Juvenil Nível 2. Estamos bem felizes e orgulhosos das nossas atletas que se dedicaram e encantaram o público”, afirmou.

O Módulo 2 dos Jogos Escolares da TV Sergipe acontecem até o próximo dia 30 e o CCPA marca presença nas disputas das modalidades Voleibol, Judô, Basquete 3x3, Handebol, Beach Tennis, além da GR.

Concurso de Ciência vota 

A edição deste ano do Concurso CCPA Ilustrando a Ciência desafiou as turmas dos 6º ao 8º anos do Ensino Fundamental e 9º ano do Ensino Médio com o tema “Manguezal na Era Artificial” e o resultado foi a produção de 72 projetos nas modalidades de Ilustração; Fotografia; Poesia & Letra de Música; Art I.A. e Noticienciando. E após uma difícil seleção, os trabalhos estão em exposição virtual para votação até o próximo dia 20, sendo o resultado divulgado no dia 30 deste mês. Dividido nas categorias A (6º ao 8º ano) e B (9º ano Médio), os três trabalhos mais votados de cada modalidade receberão medalhas de ouro, prata e bronze, conforme o quantitativo de votos. 

De acordo com o professor Alexandre Regis, coordenador do concurso, o projeto tem como objetivo estimular a reflexão, pesquisa científica e a produção artística, e envolve toda a comunidade escolar na votação dos melhores trabalhos. “Uma das coisas mais importantes de um projeto de Arte e Ciência é a promoção da interdisciplinaridade contextualizada e aplicada em um projeto que estimula criatividade, planejamento e ação. Além disso, para este ano, foi pensada uma temática que leva à reflexão sobre a expansão dos espaços urbanos sobre o ambiente de manguezal que existe em toda a cidade. O projeto também é capaz de estimular a participação dos familiares e das amizades no processo de busca por inspiração e compreensão do tema, que geralmente é bastante atual e amplo”, destaca.

Participante do concurso, o aluno Lucas Menezes Bitencourt Teles aponta a importância de atividades que estimulam as habilidades dos estudantes. “Explorar novas tecnologias e espaços possibilitou a vivência de experiências excepcionais com muitos aprendizados e descobertas. A proposta do concurso é algo que pode divertir ao mesmo tempo que também é imprescindível nos tempos contemporâneos”, afirma.
A edição deste ano do Concurso CCPA Ilustrando a Ciência desafiou as turmas dos 6º a 8º anos do Ensino Fundamental e 9º ano do Ensino Médio com o tema “Manguezal na Era Artificial” e o resultado foi a produção de 72 projetos nas modalidades de Ilustração; Fotografia; Poesia & Letra de Música; Art I.A. e Noticienciando. E após uma difícil seleção, os trabalhos estão em exposição virtual para votação até hoje, 20, sendo o resultado divulgado no dia 30 deste mês. Dividido nas categorias A (6º ao 8º ano) e B (9º), os três trabalhos mais votados de cada modalidade receberão medalhas de ouro, prata e bronze, conforme o quantitativo de votos.

Os alunos e atletas do CCPA subiram ao pódio do Módulo 1 dos Jogos Escolares da TV Sergipe para receber as 71 medalhas conquistadas ao longo das competições realizadas de 18 a 30 de agosto. A equipe esportiva do CCPA marcou presença nas modalidades Basquete, Vôlei de Praia, Karatê, Ginástica Artística, Xadrez e Fut7. Entre as vitórias, estão três medalhas de ouro no Karatê com os atletas Arthur Feitosa e Lucas Bittencourt; além de 14 medalhas de prata e 54 de bronze. 

Após as celebrações e ostentação de medalhas na melhor forma de diversão e superação na prática esportiva, os atletas vencedores se preparam para torcer para as equipes que disputarão o Módulo 2 dos Jogos Escolares, que acontece de 20 a 30 de setembro. “Foi uma grande festa, muita diversão e alegria com o resultado alcançado.  Agora vamos preparar as equipes para a próxima etapa, o Módulo 2, com disputas nas modalidades Voleibol, Judô, basquete 3x3 e Handebol”, declarou o coordenador de Educação Física do CCPA, Giovani Souza. 

Considerada uma das maiores competições escolares do Nordeste, a  edição dos Jogos Escolares da TV Sergipe deste ano marca 20 anos da competição e as disputas acontecem até o dia 20 de outubro.

Os alunos da 1ª série do Ensino Médio do CCPA, especialmente aqueles que integram a turma da disciplina eletiva de Biotecnologia, participaram de uma tarde de conhecimento prático de ciência e inovação na Universidade Tiradentes (Unit). A visita, que faz parte das ações do programa Portas Abertas da instituição de ensino superior, possibilitou aos estudantes conhecer o curso de mestrado e doutorado de Biotecnologia Industrial e explorar os laboratórios de práticas nas áreas agrícola, farmacêutica e de química.

Segundo o professor de Biologia, Sérgio Gomes, a iniciativa de proporcionar aos alunos a vivência prática dentro da universidade possibilita a cada um esclarecer dúvidas sobre qual graduação fazer no futuro. “É uma oportunidade única e conhecimento prático dentro da nossa disciplina Biotecnologia, pois temos uma grande dificuldade de levar o aluno para a prática, especialmente dentro da área de Biologia. Antes, tínhamos peças de animais em recipientes, mas hoje é proibido em virtude do impacto ecológico que podemos causar com a retirada de um gafanhoto do jardim. Eles estão adorando cada descoberta, a conversa com o professor Marcelo Mendonça foi fantástica, a gente observa a bagagem de conhecimento que ele possui e compartilhou conosco”, afirma.

Para a aluna Sofia Costa Martins, a vivência nos laboratórios de desenvolvimento de produtos como shampoo anticaspa, bioinseticida e extração de biocompostos foi bastante interessante. “É tudo muito interessante e curioso. Eu me interesso por Biotecnologia, tanto que escolhi fazer na escola essa matéria, pois me interesso muito por farmácia e gostei muito de olhar os fungos nos microscópios. Foi tudo muito maravilhoso”, destacou a estudante.

.fotos: https://portal.unit.br/blog/noticias/alunos-do-ccpa-exploram-laboratorios-do-mestrado-e-doutorado-em-biotecnologia-industrial/

Antecipando a garantia de uma vaga para o pleno conhecimento escolar, o CCPA deu início ao período de matrícula ofertando uma diversidade de vantagens para aqueles que desejam fazer parte da comunidade escolar que oferece a formação completa, da Educação Infantil ao Ensino Médio. 

Para tanto, o CCPA apresenta uma estrutura física composta por amplas e climatizadas salas de aula; quadras poliesportivas; piscina; biblioteca; espaço Google for Education, onde são utilizadas metodologias de ensino mais atraentes ao alunos; o Info Space, que consiste num  ambiente apropriado para o desenvolvimento de projetos diversos; assim como o Make Space, um espaço equipado com ferramentas para a criação de projetos e trabalhos de manufatura, que tem um padrão de equipamentos e recursos a serem seguidos e que podem ou não ser voltados ao universo eletrônico.

Além disso, a unidade educacional oferece um corpo docente qualificado; equipe pedagógica talentosa e atualizada com as metodologias de ensino; entre outros profissionais como psicólogos que garantem todo o suporte para o melhor aproveitamento, crescimento e desenvolvimento do aluno no ambiente escolar. 

E mais. O CCPA oferece a Educação Integral Mais CCPA, na qual é possível manter o aluno numa rotina saudável de atividades que aprimoram habilidades, atuam na integração social e contribuem para a evolução do aluno, seja em sala de aula ou fora dela, que vai do Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental II.

Prova disso, é a oferta do ‘English Class’, em que os alunos do CCPA vivenciam uma nova experiência no processo de aprendizagem da Língua Inglesa, por meio da metodologia de uma das mais renomadas universidades do mundo: a Cambridge University Press. 

Para conhecer um pouco mais sobre o universo CCPA na formação educacional, visite o site ou entre em contato por meio dos canais de atendimento da escola.

crossmenu